29º Culturarte de Pirambu

ição do Encontro de Cultura, Arte e Conservação ocorre em Pirambu de 05 a 07 de dezembro

Ouça o barulho do rio, deixe a correnteza te levar, no ritmo do Lariô das Tartarugas, batucando com o maculelê, na alegria do bacamarte, a comunidade de Pirambu e o Projeto TAMAR anunciam, vem aí o 29° Culturarte: Memórias de um rio, história de um povo. 

Nessa edição o festival homenageia o Rio Japaratuba e convida todos a navegarem nas águas do velho Japa, da nascente até a foz, onde o rio encontra o mar, no berçário das tartarugas marinhas. Vamos mergulhar de cabeça na história de um povo, através da memória de um rio. O rio que alimenta, encanta e inspira. Nos quatro cantos da cidade iremos contar, cantar, e dançar a cultura popular, passeando pelas curvas do Japa, exaltando a beleza natural e cultural da nossa pequena “ Peixe Grande” Pirambu.

Nas localidades onde esta presente, o Projeto Tamar, que tem o patrocínio da Petrobras, apoia grupos e manifestações culturais, buscando integrar a cultura à conservação e assim intensificar o processo de identificação das comunidades com o local onde vivem, fortalecendo o sentido de pertencimento territorial e o cuidado com seu patrimônio natural, incluindo as tartarugas marinhas. Uma das ações apoiadas é o CULTURARTE, encontro de Cultura, Arte e Conservação, que se consolidou com um dos principais eventos culturais de Sergipe. Trata-se de uma grande mostra anual que alia tradições culturais ao programa de conservação das tartarugas marinhas. Foi criado com o objetivo de fomentar a educação ambiental através da arte, reunindo a comunidade, turistas e visitantes das cidades vizinhas.

O Projeto TAMAR começou em 1980 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. A Fundação Pró-Tamar executa a maior parte das ações descritas no PAN - Plano de Ação Nacional para a Conservação das Tartarugas Marinhas no Brasil do ICMBio/MMA. A Petrobras é a patrocinadora oficial do Projeto TAMAR-Fundação Pró-TAMAR, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. O TAMAR trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no país, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 26 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina

Fonte: Organização

Notice internal 90cc2cf9ce18531e

Anunciantes