Estado terá nova roteirização e avaliação de impacto do turismo

A Fundação Getúlio Vargas – FGV – e a Sociedade Portuguesa de Inovação – SPI – apresentaram o plano de trabalho sobre o estudo dos circuitos históricos e culturais de Sergipe, bem como do impacto econômico que será proporcionado pelas ações de turismo no estado. A reunião aconteceu na Secretaria de Estado do Turismo, na última terça-feira, (05).

A apresentação detalhou a forma que estão sendo desenvolvidos os estudos de mercado, as estratégias de produtos e os circuitos históricos-culturais e ecoturísticos, bem como a pesquisa sobre o impacto econômico provocado pelas ações desenvolvidas e em execução do Governo. “Esses são aspectos importantes e que obterão dados respaldados por instituições sérias e reconhecidas internacionalmente”, ressaltou o secretário de Turismo, Cicinato Júnior.

A coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Turismo em Sergipe – Prodetur/SE, Cristiana Fernandes Santos, destacou que a Secretaria do Turismo tem desenvolvido ações na criação de estrutura para o turismo em diversos municípios, como a orla de Canindé, o esgotamento sanitário em Santa Luzia do Itanhi, a Orla Sul de Aracaju, entre outras. Ela também destacou que estão sendo realizadas as capacitações, para a formação de uma mão de obra qualificada para o turismo e a geração de renda nas comunidades. 

A consultora executiva de avaliação e desenvolvimento do Prodetur/SE, Fernanda Santana, explicou que o estudo possibilitará saber onde o turismo tem realmente relevância em Sergipe, para que os investimentos sejam feitos nos lugares corretos e tragam o retorno esperado. “Teremos a formação de uma matriz de contabilidade social (SAM), com avaliação real do fluxo de turistas, o impacto na economia, e os benefícios diretos e indiretos para as comunidades”, defendeu a consultora.

Já quanto a roteirização turística, o último estudo realizado foi na década de 70. “Muitas coisas mudaram, locais que eram considerados turísticos já não são mais. O trabalho será desenvolvido profissionalmente e com dados”, disse Jamison Gonçalves – consultor executivo institucional do Prodetur/SE. A roteirização será desenvolvida nos municípios de Aracaju, São Cristóvão, Laranjeiras, Indiaroba, Santa Luzia do Itanhi, Estância, Itaporanga D’Ajuda, Brejo Grande, Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Neópolis e Santana do São Francisco.

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

 

Notice internal 4c6c362904ea128e

Anunciantes