Cover city 6824820d4e4257e0

NOSSA SENHORA DO SOCORRO

Nossa Senhora do Socorro está localizado no território da Grande Aracaju, a poucos 13km da capital sergipana, é a segunda maior do Estado em população, em eleitores e economicamente, com uma população estimada em 183.628(Estimativa IBGE 2019). A cidade possui atrativos turísticos importantes, como a secular Igreja Matriz, ricas manifestações culturais, além de belezas naturais, a exemplo das prainhas do Porto Grande, e do São Braz e da Floresta Nacional do Ibura. As iguarias culinárias também são destaques, atraindo pessoas de longe para apreciar os famosos camarões do povoado Calumbi, além de ser entrecortado por braços do rio Sergipe, aptos a serem descobertos turisticamente, em suas belas paisagens. 

A história de Socorro vem desde o início do século XVIII, quando era apenas um povoado, guardado em sua fé pela Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro do Tomar da Cotinguiba. À época, pertencia ao município de Santo Amaro. Passou depois a fazer parte do território de Laranjeiras, alcançando, em seguida, a sua independência para voltar a ser povoado, desta vez da recém-criada Aracaju.

Somente em 14 de março de 1868 o distrito alcançou a sua independência definitiva, transformando-se em Município. O curioso é que, apesar de o Poder Executivo estar concentrado na Sede, é nos conjuntos habitacionais, que se localizam próximos à capital, que mora a maior parte da população.

A partir da década de 80, Socorro vem sofrendo alterações urbanísticas devido aos empreendimentos imobiliários que se concentraram nos diversos conjuntos, bairros e povoados, deixando, inclusive, de ser uma cidade dormitório. Isso se deve à chegada de várias indústrias, lojas, e ao shopping, instalado no bairro Marcos Freire I.

Informações: Secom: (79) 2107-7810 - Semeltju: (79) 3256-7402

Atrativos Turisticos

Attraction category big b0aa63f6964931db

Floresta Nacional do Ibura

Attraction 2e4ec13089031988Foto por: Secom

A floresta do Ibura é um recanto verde que convida o turista a passear no bosque, participar de trilhas e desfrutar de grande sossego. Excelente opção de entretenimento, com uma área de 159 hectares, atualmente o horto tem dedicado atenção à produção de mudas para a recuperação das áreas verdes degradadas, especialmente de matas ciliares (vegetação que cresce às margens dos rios).

Igreja Matriz

Attraction 01988f47ecc11008Foto por: Secom

A Igreja Matriz é o principal monumento histórico do Município. Foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 20 de março de 1943. O dia exato da inauguração da Igreja é desconhecido, pois não há documentação que ateste a data da sua construção, mas na sacristia há uma inscrição de 1714, o que dá uma ideia da sua importância histórica.

No templo, vale destacar a existência da imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, esculpida em madeira policromada do século XVIII. Por ter ficado pequena para o local, os jesuítas providenciaram uma imagem maior para substituí-la, porém, ambas permanecem na igreja. Outra curiosidade é o túnel que existe logo abaixo do altar. Ele foi construído por precaução, pensando na necessidade de fuga dos padres, durante a época de perseguição dos holandeses ao cristianismo.

Prainha Porto Grande

Attraction 645e4d83b042ef86Foto por: Secom

No que diz respeito às belezas naturais, um bom exemplo do cenário exuberante de Socorro é a Prainha do Porto Grande. O local oferece uma bela vista do rio Cotinguiba, o que atrai muitos visitantes. Antes de virar ponto turístico, a localidade era utilizada como atracadouro para os barcos de pesca, mas, em 1984, um morador visionário fez uma trilha que dava acesso à margem do rio e ali construiu um quiosque.

Atualmente, a prainha tem uma boa estrutura para receber os turistas que lotam o local, principalmente no período do Carnaval, para curtir a festa de Momo, e a festa do Bom Jesus dos Navegantes, que acontece em janeiro.

 

Prainha São Braz

Attraction e2d845102b30943dFoto por: Igor Graccho

O povoado São Braz foi fundado em 1940 por pescadores que foram os primeiros moradores do local. O local era composto por sítios e mangues. Havia também uma vila de pescadores que acabou povoando a região.

O povoado deixou de se chamar Fazenda e passou a ser São Braz, em março de 1969, com a chegada da imagem do santo homônimo, fruto de uma promessa feita por um morador do local.

Para comemorar a chegada da imagem à igreja foi realizada uma grande festa, que é celebrada no dia 03 de fevereiro alusiva ao dia do padroeiro.

Anunciantes