Cover city 77f951c0ec7b44aa

NEÓPOLIS

Distante 121km de Aracaju, Neópolis é considerada a capital sergipana do frevo por manter o bloco do Zé Pereira e ponto de embarque para se conhecer a Rota do Imperador. Localizada às margens do rio São Francisco, no território do Baixo São Francisco, com uma população estimada de 18.719hab (Dados IBGE 2019) tem uma orlinha, com uma boa infraestrutura. O município foi fundado com o nome de Santo Antônio de Vila Nova, em 18 de outubro de  1679, e foi elevado à categoria de vila em 1733, com a denominação de Vila Nova Del Rei. Em 1817, perde quatro quintos do seu território para a criação da freguesia de Santo Antônio do Urubu de Baixo, hoje, e em 1940 passa a se chamar Neópolis.

Neópolis é uma das únicas cidades de Sergipe que tem duas igrejas católicas na mesma praça, uma de frente para a outra. A Igreja de Nossa Senhora do Rosário foi a primeira a ser construída, no século XVII, é considerada uma das mais antigas de Sergipe.

Na época da colônia, a forca ficava ao lado da igreja. Quando os negros eram condenados à morte iam à igreja de Nossa Senhora do Rosário, protetora dos negros, pedirem perdão e confessar os motivos pelos quais foram condenados à morte.

A igreja   de  Santo Antônio foi construída para ser a matriz da cidade, substituindo a da Nossa Senhora do Rosário, mas, em 1813, o inverno foi de muitas chuvas, seu teto desabou e a Nossa Senhora do Rosário voltou a ser a matriz.

Informações: Secretária de Turismo e Lazer. Fone (79) 3344-2914

PASSEIOS

Attraction category big ec2acaa3ff76c2da

Rota do Imperador e Ilhota Rio Belo

Attraction e435772f02757aa4Foto por: Portal de Reservas

A Sua Majestade, D. Pedro II, em seus registros, documentou sua viagem pelo rio São Francisco na metade do século XIX, passando por terras sergipanas, alagoanas e baianas. As curiosidades, as construções, as lendas e as histórias caíram no imaginário popular e hoje são ingredientes a mais para que turistas, curiosos e pesquisadores cada vez mais procurem as belezas do Baixo São Francisco.

Graças a esse misto de história e paisagem natural, um catamarã parte do povoado Betume, em Neópolis, localizada a 121 km da capital sergipana e a 164km da capital de Maceió.  Assegura um passeio de agradável beleza paisagística, recheado de histórias são-franciscanas, que tem a duração de mais 2 horas e meia de passeio. A embarcação genuinamente construída com tecnologia sergipana,  permite até 40 passageiros, na parte superior e 76 passageiros, na parte térreo.

Vila Operária da Passagem

Attraction 40c880cc676fc572Foto por: S&Z Comunicação

Trata-se de um complexo residencial para os operários da fábrica de tecidos Peixoto Gonçalves & CIA LTDA, fundada em 1907, e que até hoje mantém tradições e regras próprias. Vale a pena fazer uma visita em busca dessas tradições, conversar com seus moradores e clicar as casas pintadas em branco e azul. Há um prédio onde foi um cinema, igreja, salão social, clube de festas, campo de futebol, creche e outros serviços para ser ali um povoamento com serviços próprios e independentes.

Seus mais de 900 moradores residentes em casinhas enfileiras pitadas de branco e com detalhares em azul, que remontam às cores do município e da fábrica, são funcionários, filhos, netos ou pais de operários da fábrica de tecidos Peixoto Gonçalves & CIA.

A localidade não tem tradição nem infraestrutura a contento, turisticamente falando, mas as histórias e a arquitetura urbanística fazem com que a Vila Operária seja de forte apelo para visitá-la. Pertinho do rio São Francisco, localizada no município de Neópolis, à frente da histórica Penedo (AL) e ao lado da Prainha da Saúde e da cidade de Santana do São Francisco, polo e entreposto de artesanatos e objetos de barro, quem visita a paisagem parece que observa um povoado que parou no tempo.

Anunciantes