Cover city 020a8772fbc158c2

PORTO DA FOLHA

O município de Porto da Folha localiza-se na região semi-árida sergipana, a pouco mais de 190 km da capital. A cidade orgulha-se de está às margens do rio São Francisco, fato este que deu acesso aos colonizadores holandeses na região por volta do século XVII.   Basta observar as características da população, para perceber a miscigenação entre holandeses e brasileiros.

A história da região confunde-se com a presença de colonizadores holandeses no Baixo São Francisco e com o povoamento agrário no sertão sergipano .Promissora para o turismo, Porto da Folha sinaliza que o setor caminha para as regiões das Ilhas de São Pedro e do Ouro.

O município orgulha-se de ser o único no Estado que ainda mantém uma tribo indígena em aldeamento: Xokó. Também é bastante visitado o povoado quilombola Mocambo, onde a história de luta e resistência está presente na comunidade.

O município é estritamente agrícola e pesqueiro, fazendo com que os costumes de sua população estejam ligados ao campo e ao rio São Francisco, mesmo estando em terras áridas do sertão brasileiro. O abóio, a vaquejada, o gado estão presentes nas histórias e vidas dos mais de 26 mil habitantes (IBGE 2009). Porto da Folha é um destino turisticamente que caminha para o interior.

*Prefeitura Municipal de Porto da Folha - 79 3349-1299/1515/ 1476

PASSEIOS

Attraction category big 549f7c7e3109ac7c

Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição

Attraction 74dadbc192201497

A construção da igreja é atribuída a Maurício de Nassau e sobre a porta principal há o registro do ano de 1861, na torre esquerda figura o ano de 1889 e na direita 1932. Na fachada principal destacam-se as torres e o frontão. No interior da igreja existe um painel pintado com cenas do cotidiano da cidade tendo, ao centro, uma pomba esculpida em cimento. A igreja fica na praça principal da cidade e há missas aos domingos, 6h e 19h.

 

Ilha de São Pedro

Attraction 0b5b55f57a89a035Foto por: Silvio Oliveira

A localidade dista cerca de 220 km de Aracaju e é cortada por braços do rio São Francisco, abrigando a única aldeia indígena de Sergipe. A beleza da região em consonância com o bioma de caatinga, além de ruínas de construções jesuíticas e indígenas confere-a paisagens de encher os olhos.

Na Ilha, denominada também de Caiçara, está fincada a igreja São Pedro, tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual e um cemitério indígena.

A aldeia de índios não costuma receber muitos visitantes, porém é sempre bom avisar o porquê da visita. Vale à pena fazer um contato com antecedência com o articulador e ex-cacique Apolônio através do telefone 79 99994-1553 ou 79 98842-7188. 

Ilha do Ouro

Attraction 2cd95a2605c8ba3f

Banco de areia bastante procurado por visitantes, onde banhar-se nas águas limpas e esverdeadas do rio São Francisco é uma boa pedida. Há passeios de embarcações a motor e a vela pela região e quanto à gastronomia iguarias feitas à base de camarão e peixe de água doce.

A “caibeira” – uma árvore de mais de 300 anos na beira do Velho Chico – é preservada pelos moradores do povoado e é considerada símbolo do local. Também é possível apreciar a vista do povoado Barra do Ipanema e o morro da Ilha dos Prazeres, do lado alagoano.

Anunciantes