SANTANA DO SÃO FRANCISCO

Do barro cru retirada do solo sergipano, artesãos da cidade ribeirinha de Santana do São Francisco mantêm o oficio de moldar vagarosamente a matéria-prima até transformar o bruto em sensíveis obras de arte.

Santana do São Francisco, a cerca de 121km da capital, Aracaju, cidade localizada no território do Baixo São Francisco, outrora chamada de Carrapicho, diuturnamente mantém vivas as tradições da confecção do artesanato e dos utensílios em barro. De uma pequena população de mais de 7.780pessoas (Estimativa IBGE 2019).  A Associação de Artesãos do município estima que 70% dos moradores trabalham na cadeia produtiva do artesanato, desde a retira do barro, o transporte, o fabrico, a queima, a pintura e a comercialização. É essa uma de suas vocações turísticas, que gira a economia local e mantém vivas as tradições.

Em cada esquina são diversas as variedades de utensílios e de esculturas, expostas nas calçadas das casas, secando ao sol. Em cada fabriqueta ou ateliê, o artesão produz mais de 40 mil peças por mês, fazendo da cidade um verdadeiro centro de exportação de peças figurativas, panelas de barro e filtros de água.

Por ficar às margens do rio São Francisco, a cidade também desponta como atrativo turístico para quem gosta de lazer em contato com a natureza. As canoas to-to-tó e as seculares lavadeiras conferem um desenho bucólico à beira-rio. Os cânticos são entoados e cada uma um deles sabe uma lenda diferente sobre o Velho Chico. Como se pode perceber Santana do São Francisco é cultura e lazer.

*Informações: Secretário de Turismo Luiz Dantas Monteiro. Fone: (79) 99687-1052

ATRATIVOS TURÍSTICOS - Passeios

Ateliê de Artesanato

Foto por: Prefeitura

Vale à pena visitar e conferir de perto o artesão esculpindo o barro. O manuseio frenético e compassado faz de segundos o tempo máximo para está pronta uma obra que vai parar nas mesas de decoração de paulistas, cariocas, gaúchos, baianos, alagoanos, e assim vai fazendo com que a arte do povo sergipano ganhe o mundo, exigindo o olhar bem sergipano em cada peça a ser criada.

Mercado Central de Artesanato

Foto por: Prefeitura

No Mercado Central de Artesanato é onde se encontra a representatividade de 60 deles. Ônibus de visitantes chegam todos os dias para trazer visitantes ávidos pela compra da cerâmica. Em frente do mercado, há um mirante recém-construído que avista as águas esverdeadas do rio São Francisco.

Prainha da Saúde

Mas é na prainha da Saúde, no povoado do mesmo nome e a 2 km da sede municipal que a natureza se faz representar em sua magnitude na localidade. Há locais para banhos e um enfileirado de bares rústicos que servem o camarão de água doce e a deliciosa traíra assada. Além disso, sombra e tranqüilidade estão garantidas.

Não é por menos que o filme “Espelho D’Água” foi gravado lá, com o ator Fábio Assunção e grande elenco. As casinhas coloridas, a amendoeira no centro do povoado e o rio esverdeado esculpem uma paisagem típica de um quadro pintado por Adauto Machado.  Enquanto o artista plástico não imortaliza a paisagem em um de seus quadros, bom mesmo é conferi-la bem de perto.

Rota do Imperador

Foto por: Lulinha

Em 2017, iniciou-se o estudo de viabilidade de uma rota na região no local que conta sua história e passa por lugares em que D. Pedro II aportou na região. A Rota do Imperador tem atraído olhares de investidores, que já começam a sinalizar a construção de pousadas e articular passeios pelo rio São Francisco. Os passeios partem de rústicos atracadouros e param na Ilhota Vida de Rio e adjacências. Contatos pelo fone (79) 99823-9662

Anunciantes